E-mail

contatososnoticia@gmail.com

WhatsApp

62 992250155

Nelsinho
Educação

Alunos carentes de Goiás lamentam o fim do EJA

Ronaldo Caiado e a Secretária de Educação Fátima Gavioli bateram o martelo e em uma canetada determinou o fim do EJA (Ensino de Jovens e Adultos) em Goiás.

Mundo sem noção

Mundo sem noçãoTudo sobre as coisas sem noção da nossa realidade.

06/08/2019 20h24Atualizado há 2 meses
Por: Cláudio Bertode
185

 

 No dia 01 de agosto, Fátima Gavioli encaminhou o Memorando Circular nº 53/2019-GESG-0576, no qual foi oficialmente determinado o fim das matrículas para o EJA nas Escolas Estaduais citadas no documento. Dentre as cidades goianas estão Anápolis, Catalão, Iporá, Formosa, Goiânia, Morrinhos, Piranhas, Ceres. Segundo Gavioli a ideia é de que o Ensino para Jovens e Adultos em Goiás deve ser oferecido apenas na modalidade à distância, o famoso EAD. 

Reação dos Educadores e de estudantes

 Nas redes sociais viralizaram críticas por parte dos alunos que ficaram sem suas matrículas. Em um grupo foi postado por um internauta uma aluna carente que indignada com a atitude por parte de Ronaldo Caiado, lamenta não poder mais estudar e concluir seus estudos. Educadores criticam o fato de que o EJA é uma modalidade de ensino oferecida, principalmente às pessoas mais velhas e que não tiveram oportunidade de estudar na idade certa.

A preocupação é que se for oferecido apenas à distância vai excluir a maior parte dos alunos, uma vez que a maioria não tem acesso nem habilidade com manuseio da internet. Segundo IBGE, Goiás é um dos estados com mais acesso à internet, mesmo assim, os dados mostram também que 1/3 da população ainda não tem internet em casa.  

 O que é o EJA?

 Educação de Jovens e Adultos - EJA é uma modalidade de ensino criada pelo Governo Federal que perpassa todos os níveis da Educação Básica do país, destinada aos jovens, adultos e idosos que não tiveram acesso à educação na escola convencional na idade apropriada. Permite que o aluno retome os estudos e os conclua em menos tempo e, dessa forma, possibilitando sua qualificação para conseguir melhores oportunidades no mercado de trabalho. 

 EJA é ofertada tanto no ensino presencial, como à distância (EAD), com o objetivo principal de democratizar o ensino da rede pública no Brasil. Anteriormente, a EJA era conhecida como supletivo. Hoje, é o programa é dividido em etapas, com abrangência do ensino fundamental ao médio. Confira:

 EJA Ensino Fundamental: destinada a jovens a partir de 15 anos que não completaram a etapa entre o 1º e o 9° ano. Nessa etapa, os alunos imagem em novas formas de aprender e pensar. Tem duração média de 2 anos para a conclusão. 

 EJA Ensino Médio: destinada a alunos maiores de 18 anos que não completaram o Ensino Médio, que completa a Educação Básica no Brasil. Ao concluir essa etapa, o aluno está preparado para realizar provas de vestibular e Enem, para ingressar em universidades. O tempo médio de conclusão é de 18 meses

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.